Gatos8 minutos leitura
9 Dúvidas mais comuns sobre a Alimentação do Gato e as respostas dos nossos especialistas

9 Dúvidas mais comuns sobre a Alimentação do Gato e as respostas dos nossos especialistas

A correta alimentação do gato contribui para o bom desenvolvimento do organismo do seu animal de estimação, fortalece o sistema imunitário e reduz o risco de contrair determinadas doenças. Mas, para desempenhar essa função, os alimentos devem ser saudáveis, nutritivos e adequados às condições físicas e clínicas de cada gato.

Assim sendo, é importante clarificar algumas ideias associadas à alimentação do gato para evitar erros e possíveis desequilíbrios nutricionais.

Neste artigo, a partir das dúvidas mais comuns, partilhamos os conselhos dos nossos especialistas sobre a alimentação do gato nas suas diferentes fases de vida.

gato a alimentar-se

Leia o nosso artigo e conheça as respostas para algumas dúvidas sobre a alimentação do gato

1. O leite de vaca pode ser introduzido na alimentação do gato bebé 

Falso.  Apenas o leite materno é importante na alimentação do gato bebé. Estes animais podem ser intolerantes aos açúcares presentes na composição dos restantes leites e derivados, o que pode provocar alterações gastrointestinais, como diarreias. 

O leite formulado para gatos deve ser visto pelos tutores como um snack e não deve substituir a água.

O desmame dos gatos bebés acontece, regra geral, entre as 4-6 semanas de vida, momento em que pode ter início a introdução da ração sólida adequada à idade do animal.

Caso se trate de um gatinho órfão, aconselhe-se com o médico veterinário para saber qual o melhor substituto nutricional. 

2. A alimentação do gato castrado deve ter doses mais reduzidas

Verdade parcial. Após a esterilização, o gato torna-se mais sedentário e tem tendência para aumentar o seu peso.

Mais do que diminuir as quantidades da comida habitual, aconselhamos que opte por rações para gatos esterilizados, cuja composição tem em conta a nova condição do animal.

3. A alimentação do gato sénior não deve ser igual à alimentação do gato adulto

Verdade. A alimentação do gato sénior deve respeitar as exigências das transformações comuns da idade.

Desta forma, a composição dos nutrientes deve ser ajustada à fase de vida em que o gato se encontra, com vista a promover a sua saúde global e atrasar a progressão de doenças relacionadas com a longevidade.

A alimentação do gato sénior deve ser de fácil digestão, bem como completa e equilibrada do ponto de vista nutricional. 

4. A comida caseira acrescenta benefícios à alimentação do gato

Verdade Parcial. Dar a sua comida ao seu gato pode até parecer uma demonstração de carinho, no entanto esta prática pode ser muito prejudicial à saúde do seu animal de estimação. 

A “nossa comida” apresenta demasiados condimentos, bem como quantidades elevadas de sal e de gorduras que são desadequados ao sistema digestivo do gato provocando desequilíbrios nutricionais.

No entanto, existem casos em que a dieta caseira é uma mais-valia, em especial, quando o gato apresenta determinados problemas de saúde. Para que acrescente benefícios à alimentação do gato, a comida caseira deverá ser formulada por um médico veterinário, o que exige um grande cuidado e dedicação por parte dos tutores.

5. O peixe deve fazer parte da alimentação para o gato

Verdade parcial. As rações já proporcionam todos os nutrientes para uma dieta equilibrada. 

Ainda assim, alguns peixes podem ser benéficos para a alimentação do gato, tais como o atum, salmão ou sardinha. Estes contêm uma boa fonte de ácidos gordos e ômega 3, ajudando a manter a pele e o pelo saudáveis. 

Contudo, o peixe deve ser cozinhado sem temperos e servido sem espinhas. Quando oferecer esta iguaria, a dose diária da ração deve ser reduzida. 

6. A alimentação do gato pode ter influência na queda de pelo

Verdade. A falta de nutrientes essenciais na alimentação do gato pode dar origem a problemas de pele e enfraquecimento da pelagem, originando a sua queda. 

Aconselhe-se com o seu médico veterinário e garanta uma alimentação nutritiva e equilibrada para o seu gato

7. Os snacks devem ser incluídos na alimentação do gato

Verdade parcial. Os snacks são dispensáveis da dieta alimentar do gato, tendo em conta que, regra geral, apresentam um baixo valor nutricional. 

No entanto, se os snacks forem de qualidade e possuírem interesse nutricional podem ser usados como um mimo, contribuindo para uma relação mais próxima e de confiança com o tutor. 

Lembre-se de reduzir as doses da refeição habitual quando oferecer snacks ao seu gato para evitar o aumento de peso.  

8. A alimentação do gato com diabetes tem influência no tratamento da doença

Verdade. A correta alimentação do gato diabético é parte integrante do tratamento da doença. Para conseguir resultados positivos, entre outras ações, é necessário seguir um plano nutricional equilibrado e monitorizar o peso, bem como os níveis de glicémia e a ingestão de água. 

Em alguns casos, é mesmo possível reverter a diabetes tipo II ao controlar a dieta do gato.

9. Existe uma lista de alimentos proibidos para os gatos

Verdade. Alguns alimentos são mesmo proibidos por serem muito nocivos à saúde do seu animal de estimação. São eles:

  • Chocolates; 

  • Café ou chá; 

  • Cebola e alho;

  • Laticínios.

Lembre-se que o equilíbrio nutricional da alimentação do gato é fundamental para promover a sua saúde ao longo da vida. 

Conte com a equipa médica da Agrivet para saber mais sobre os cuidados a ter com a alimentação do seu gato. Temos ao seu dispor profissionais atentos e cuidadosos no Hospital Veterinário, em Torres Vedras, com funcionamento 24 horas, ou na Clínica Veterinária de Mafra. 

Contacte-nos e marque a consulta veterinária do seu gato. Com o acompanhamento do médico veterinário terá um plano nutricional sempre adequado às necessidades do seu animal de estimação. 

 

A leitura deste artigo não substitui a consulta com um médico veterinário que poderá aconselhar os tutores sobre as necessidades nutricionais do seu gato, de acordo com as condições físicas e clínicas do animal de estimação em questão. 

Artigos Relacionados

Consultas, Exames e tratamentos em casa